quarta-feira, junho 7

dicas para preparar refeições com bebés em casa

Estarmos em casa com os nossos bebés a tempo inteiro requer muita imaginação! (para além de muitas outras coisas, claro.). 
Mas desde o momento em que eles começam a andar, a se tornarem cada vez mais autônomos e até a quererem fazer tudo sozinhos, as nossas atenções tendem a se redobrar e o nosso lado imaginativo a vir ao de cima.
Além disso a vontade deles de estarmos sempre presentes em todos os seus momentos acaba por ser, algumas vezes, menos fácil gerirmos alguns horários de acordo com as suas necessidades, especialmente na altura de preparar as refeições.

E a ginástica que é preciso ter para preparar um almoço enquanto o Martim anda a correr pela casa? A fazer as suas asneirolas típicas de rapaz mexido que é. A meter-se dentro da banheira, a saltar do sofá (sim, já faz isso!), a entornar a água do Udy, a chamar-nos insistentemente para os vermos a fazer alguma brincadeira, a atacar a televisão com objetos afiados, a ligar e desligar luzes e até a estar silencioso demais, que normalmente é sempre o sinal mais alarmante de todos! ahahah e etc etc etc etc e etc..
Como?! Como não deixar a comida queimar no fundo dos tachos?
Eu explico: ele cozinha comigo! 

Nem sempre, claro. Ou porque dorme enquanto o faço, ou porque simplesmente não quer e até fica sossegadinho a fazer qualquer outra coisa. Eu nunca o obrigo ou insisto para que fique, até porque por norma é ele que insiste em estar. Quer e adora estar ali comigo a ver-me cortar os alimentos, a lavar, a preparar. Vou-lhe explicando o que estou a fazer, a dizer-lhe os nomes das coisas, a dar-lhe a provar. Rimo-nos muito juntos, ele adora mexer na água e de ser ele a lavar os legumes. Acaba por ir penicando algumas coisinhas, vai conhecendo as texturas. Vamos ouvindo umas músicas, cantando, dançando, o tempo vai passando sem darmos conta. É muito, muito giro! 
Foi a forma mais prática e interessante que encontrei para conciliarmos juntos, uma tarefa que tem que ser feita quase todos os dias e que ocupa bastante do nosso tempo. Porque não fazer dela um momento especial do nosso dia? :)

Sei que existem umas cadeiras de madeira muito completas ao estilo montessoriano, com uns degraus e proteção lateral, o que permite eles estarem ao nível da bancada e nós estarmos confiantes na sua segurança.
Mas por cá sou muito prática e como não somos muito dados a práticas de carpintaria, o meu método é um tanto ou quanto mais rústico... (ahaha)

Exemplo retirado da internet

Como faço:

♡ Carpete no chão para dar aderência e ele mete-se de pé num banco largo de
cozinha. No nosso caso eu estou tranquila pois ele tem um controle motor muito afinado. Foi-se habituando cedo e para além disso é um verdadeiro macaquinho. Tem um equilíbrio incrível em tudo o que faz. Claro que estou sempre ao pé dele. Coloco-o na zona da bancada ao pé do lavatório, longe do fogão. 
♡ Nunca deixo utensílios cortantes ao pé dele e vou-lhe sempre ensinando o que é oquê e o que cada um faz para ir percebendo (e percebe) a sua finalidade. 

♡ Não me preocupo com roupas, nem sujidades, mas vou-lhe mostrando como se limpa e organiza o espaço. Ele ajuda bastante a limpar! Desde que começou que acha imensa piada a deslizar o paninho pela bancada.
♡ Quando estou a preparar algo mais aborrecido para ele, costumo dar-lhe umas folhas para ir fazendo rabiscos, ou alguns utensílios que possa brincar, encaixar, etc. Costumo usar muitas vezes umas forminhas de biscoitos que ele adora. 
Adora encaixar as forminhas no escorredor da loiça

Pontos positivos

 Estamos juntos 
 Torna-o mais independente
 Rimos juntos
 Sente-se envolvido
 Aprendemos juntos
 Sente-se necessário
 Penicamos juntos
Aprende a gostar de tarefas
♡ Desenhamos juntos
 Vê o que estou a fazer e quando não está ali comigo, entende
 Vê o Mundo de outras perspetiva :)

E é assim, tão simples quanto isto. No final ele fica encantado com tudo e adora ver a comida a sair do tacho e ir para o prato. E por vezes acontecem acidentes destes, que no fim valem umas boas gargalhadas e abraços bons 


Mafalda
Mais em:




Sem comentários:

Enviar um comentário