quinta-feira, junho 8

dias de luz



Sinto a brisa do mar que reflete uma luz doce e perfeita.
 Imagino-me a mergulhar, com leveza, sem nada mais em mim que silêncio e paz. Sei que este cenário é meu, tão meu. Cúmplice das ondas desde sempre, minhas confidentes, as que guardam os maiores tesouros que vivo e sonho.
Sorrio ao de leve enquanto rascunho um guardanapo de papel.

 É isto. 
Azul sem fim e sem destino. 
Amarelo brilhante e intenso. 
Pequenos rasgos de nuvens esquecidas pelo vento. 
Gaivotas que cantam ao ritmo do meu pensamento. 
Agradecer o hoje assim cheio de luz!






Mafalda
Mais em:
→ Facebook
→ Instagram










Sem comentários:

Enviar um comentário